Notícias » Política

 

Últimas notícias

Polícia investiga assalto a banco em Baião

A Polícia Civil já investiga as circunstâncias do assalto ao Banco do Brasil em Baião, nordeste do Estado, ocorrido por volta de 11h15 desta quarta-feira, 10. Uma quadrilha armada formada por cerca de seis homens invadiu o banco a tiros e roubou um malote com uma quantia ainda não informada pelo banco. Usando uma caminhonete Hilux, os bandidos encapuzados, com luvas cirúrgicas e usando armas de grosso calibre, como escopetas e um fuzil, chegaram atirando no prédio. A ação da quadrilha não durou mais do que 20 minutos. Os disparos estilhaçaram a vidraça frontal da sala de autoatendimento.

Dois vigilantes foram rendidos e tiveram as armas levadas. Funcionários e clientes foram feitos reféns e obrigados a se deitar no chão. Ninguém ficou ferido. Os bandidos aguardaram por cerca de 15 minutos a liberação do cofre-forte pelo sistema de segurança do banco para poder apanhar o malote. Na fuga, os criminosos levaram o gerente do banco de refém no próprio carro dele, uma Scosport prata. O bando seguiu até uma estrada vicinal, de acesso à cidade de Breu Branco, na saída da cidade, onde abandonaram a vítima no carro dela. Os criminosos seguiram em fuga em direção a Breu Branco. Na estrada, os bandidos abandonaram o veículo e o incendiaram.

Policiais civis e militares de Abaetetuba, Cametá, Igarapé-Miri, Limoeiro do Ajuru, Marab e Tucuruí foram enviados para a região para dar apoio às buscas. Um helicóptero também foi enviado de Marabá. De acordo com o delegado Délcio Santos, superintendente regional da Polícia Civil no Baixo-Tocantins, testemunhas contaram que, pelo menos, três armas foram vistas com o bando – duas escopetas de calibre 12 e um fuzil. Um cartucho de calibre 12 foi apreendido dentro do banco. O banco será alvo de perícia já solicitada ao Centro de Perícias Científicas Renato Chaves em Abaetetuba.

(As informações são da Polícia Civil)

© ARARA AZUL FM
BRLOGIC